Fale Conosco: (61) 9.9592-3632 (WA)

PREFEITO DE PADRE BERNARDO É DESTAQUE EM ENTREVISTA EM PROGRAMA DE TELEVISÃO SOBRE A COVID-19

Reprodução tela de vídeo do programa Boa Noite Goiás
Reprodução tela de vídeo do programa Boa Noite Goiás
Publicidade

O Prefeito de Padre Bernardo-GO Joseleide Lázaro (DEM-GO) em entrevista ao Programa Boa Noite Goiás da TV Brasil Central, foi destaque em conhecimento da cidade goiana e falou das dificuldades que tem como prefeito no atendimento médico.
A cidade está mais próxima do Distrito Federal do que de Goiânia e quando precisam de atendimento de alta complexidade, procura encaminhar o cidadão a uma das duas cidades, mas que estão trabalhando para que, Padre Bernardo tenha um hospital com capacidade de atendimento a população.
A cidade praticamente vive da agricultura em toda a sua extensão territorial, sendo uma das maiores do entorno do Distrito Federal, porém ao longo dos anos e em gestões anteriores, quase nada foi feito para mudar esse cenário.
Joseleide não tem parado em momento algum desde o dia em que tomou posse como prefeito, constantemente está em Brasília buscando emendas, batendo na porta dos Ministérios ou em Goiânia buscando junto ao Governador Ronaldo Caiado (DEM-GO), que é do mesmo partido do prefeito, soluções para a cidade e melhorias para todo o seu povo.
O prefeito irá instalar o IPASGO (Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás), que beneficiará 815 Servidores Públicos, o que será de grande valor para a rede de saúde da cidade.
Perguntado sobre a situação do COVID-19 na cidade, Joseleide respondeu que: “nossa cidade está na fase laranja, estamos conversando com os comerciantes e estamos alinhados com as determinações, para que não tenhamos, que implementar uma restrição mais severa”.
Padre Bernardo com aproximadamente 34 mil habitantes não tem leito de UTIs e ele diz, com exceções que, “alguns comerciantes e moradores não tem consciência da gravidade dessa doença”.
O trabalho do prefeito tem sido feito como apoio da Polícia Militar e Polícia Civil, contra aquelas pessoas, que insistem em desobedecer às ordens de restrições e promovem festas clandestinas. A cidade já teve 19 óbitos até o presente momento, para uma cidade com essa proporção populacional.
“Nosso município está classificado na cor laranja, para que o município não venha ser necessário, decretar um Lockdown, é preciso que as pessoas façam sua parte”, afirma Joseleide ao entrevistador.

Alê Moraes

Editor Chefe
Jornalista, Editor, Programador, Apresentador, Repórter. O compromisso com a verdade e a narrativa real dos fatos mediante apuração, fazem da profissão uma dura realidade do cotidiano.
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

PUBLICIDADE

ÚLTIMA POSTAGEM