Fale Conosco: (61) 9.9592-3632 (WA)

Águas Lindas promove Caminhada Contra Exploração Sexual Infantil

Publicidade

Na manhã dessa sexta-feira(17), a Secretaria de Ação Social, Mulher e Trabalho, juntamente com os CREAS ( Centro de Referência Especializado de Assistência Social), promoveram a caminha em Prol do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes.

Mais de 600 pessoas participaram desse evento, que teve início em frente ao CEMEL no Jardim Brasília e terminou na Praça da Bíblia no mesmo bairro, onde foram montadas barracas e tendas para abrigar aos participantes.

Foto: ©Alê Moraes


A Secretária de Ação Social Aleandra Sousa falou da importância de se denunciar a Polícia Militar, quando souber de uma agressão ou de abuso sexual contra Crianças e Adolescentes.

Foto: ©Alê Moraes

O Vice Prefeito em exercício Luiz Alberto Jiribita, falou da importância de toda a sociedade em combater os Abusos Sexuais e Violência também dentro das escolas e que não devemos esperar, acontecer, para tomarmos providências.
Algumas autoridades estiveram presentes, o vereador Éder Nunes(PSD-GO), Osmar Rezende (PRB-GO) e Pastor Jorge (PRB-GO), além dos Conselheiros Tutelares de Águas Lindas de Goiás, a Promotora Denise que fez representante da Justiça de Goiás e o Coronel Luiz Biano.

Foto: ©Alê Moraes


Houve apresentação dos alunos da rede pública Municipal de Ensino, grupos de Teatro coordenado pelo Eduardo, Grupo de dança de rua e participações dos Desbravadores no comando de Acácio.
Ao final da Caminhadas as crianças colocaram Flores na Estrela de Davi, que fica na Praça da Bíblia, com dizeres contra a violência infantil.

18 de Maio – Histórico

O dia 18 de Maio é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

O dia 18 de Maio foi proposto em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. O evento foi organizado pelo Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (CEDECA/BA), representante oficial do Ecpat, organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças, pornografia e tráfico para fins sexuais, surgida na Tailândia. O encontro reuniu entidades de todo o país. Foi nessa oportunidade que surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

Assim, de autoria da então deputada federal Rita Camata (PMDB/ES) – presidente da Frente Parlamentar pela Criança e Adolescente do Congresso Nacional -, o projeto foi sancionado em maio de 2000. Desde então, a sociedade civil em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes promovem atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual.

“Lei 9.970 – Institui o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil

Art. 1º. Fica instituído o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.”

Especialmente durante a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes de 2009 surgiu o símbolo da flor na campanha anual. O símbolo representou uma lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar o cuidado com uma flor com o de uma criança. O desenho também teve como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade com a causa. Porém, o que era para ser apenas uma campanha se tornou o símbolo da causa. A partir de 2010 já se notava a utilização massiva em ações pelos estados e municípios brasileiros, de forma gradual, voluntária e descentralizada.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vem manter viva a memória nacional, reafirmando a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as suas Aracelis. A frase ‘Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes’ quer chamar a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

Fonte: www.facabonito.org.br

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

PUBLICIDADE

ÚLTIMA POSTAGEM