Fale Conosco: (61) 9.9592-3632 (WA)

DEPUTADO É MANTIDO NA PRISÃO E CÂMARA DOS DEPUTADOS MANDA RECADO AOS ANTIDEMOCRATAS MANTENDO DANIEL SILVEIRA PRESO

Reprodução TV CAMARA
Reprodução TV CAMARA
Publicidade

Um marco histórico para a política no Brasil. Muitos apoiadores de Bolsonaro não gostaram da decisão, de manter em cárcere o Deputado Federal Daniel Silveira (PSL-RJ) na prisão, logo após o episódio que desencadeou, grande furor entre os poderes.
O apoiadores e deputados do PSL saíram em defesa de Daniel, na árdua tentativa de reverter a situação causada pelo parlamentar, que fez duras críticas ao STF (Supremo Tribunal Federal), seguido de ameaças ao membros da corte, em um vídeo publicado nas redes sociais do deputado.
O Presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) inicia a sessão com essas palavras:

“O fato fora da curva que aconteceu hoje será um marco de mudança interna no comportamento dos senhores deputados no plenário desta Casa. Respeito, trato cordial, debate amplo, mas sempre respeitoso. Nós não podemos deixar que ofensas pessoais, radicalismos e colocações que não são bem-vindas no plenário continuem acontecendo, e os extremos continuem se digladiando”, afirmou Lira.

Como se não bastasse, agredir moralmente a honra dos Ministros, Silveira também fez apologia a ditadura, ao se referir ao AI-5 (Ato Institucional 5) de 1968, que fechou a Câmara e o Senado Federal.
Em seu depoimento de defesa, Daniel tentou se desculpar orientado pelos advogados e por ser ele mesmo um bacharel em direito, de seu ato foi em momento de passionalidade e que estava arrependido, porém em nenhum momento às suas desculpas foram aos Ministros do Supremo Tribunal.
A Defesa de Silveira tentou desqualificar a Deputada Magda Mofatto (PL-GO), que foi escolhida como relatora do processo contra o deputado, alegando que o relatório não tinha embasamento jurídico para um parecer. O que de prontidão causou revolta imediata de alguns parlamentares da própria base do governo, que em um ato de soberania e harmonia entre os Poderes, não compactuaram com a tentativa de Daniel Silveira em desestabilizar a democracia.
Em seu depoimento no Quartel da Polícia na região Metropolitana do Rio de Janeiro, ele chegou a citar Rui Barbosa, ao dizer: “a pior ditadura é a do Judiciário, pois contra ela não há a quem recorrer. E infelizmente é verdade.”

Ao final da votação o placar foi de 364 votos a favor e 130 votos contra, para que o deputado ficasse preso na carceragem da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

PUBLICIDADE

ÚLTIMA POSTAGEM