Na tarde desta terça-feira, 02 de março, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de uma videoconferência com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Durante o encontro, o líder brasileiro conversou com Zelensky por cerca de 20 minutos e recebeu um convite para visitar o país.

Vale ressaltar que a Ucrânia tem sido alvo de ataques por parte das tropas russas, comandadas por Vladimir Putin, há mais de um ano. Diariamente, o país sofre bombardeios na zona de Dumbask, que é o principal canal de escoamento da produção industrial e agrícola da Rússia.

Em relação a esse conflito, Lula afirmou: “A guerra entre Ucrânia e Rússia não é boa para ninguém. O Brasil participará de qualquer esforço em busca da paz, e reafirmei isso ao presidente Zelensky. Torço para que não existam mais mortes e para que se possa estabelecer uma política de diálogo.”

No entanto, a proposta de abrir diálogo com Moscou não foi bem recebida, uma vez que o Brasil votou contra a resolução de guerra da Rússia, o que irritou Putin, que já estuda impor sanções ao país.

Por sua vez, o presidente ucraniano respondeu ao encontro por meio do Twitter, afirmando que teve uma conversa por telefone com Lula, agradecendo pelo apoio à resolução na ONU. Zelensky destacou ainda a importância de defender o princípio da soberania e integridade territorial dos Estados e discutiu sobre esforços diplomáticos para trazer a paz de volta para a Ucrânia e para o mundo.

É importante ressaltar que a situação na Ucrânia é delicada e exige atenção e esforços internacionais para buscar uma solução pacífica e duradoura. A postura do Brasil, em defesa da paz e da diplomacia, é fundamental nesse contexto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *