Fale Conosco: (61) 9.9592-3632 (WA)

NOTÍCIA SOBRE DECISÃO DA JUÍZA EM ÁGUAS LINDAS A RESPEITO DA CASSAÇÃO DO PREFEITO É FALSA

print da página
print da página
Publicidade

Águas Lindas de Goiás. Nossa equipe foi atrás da verdade a respeito da matéria publicada neste sábado dia 14 em um domínio, como se fosse um jornal de credibilidade, onde o título da matéria diz: “JUIZA MANTÉM CASSAÇÃO DO PREFEITO E VICE EM ÁGUAS LINDAS”.
Verificamos a origem do domínio, bem como a sua propriedade e constatou-se de domínio recentemente criado.

REGISTRO CRIADO EM 09 DE JULHO DE 2021 – Site sem nenhum conteúdo.

Há suspeita de que, o domínio tenha ligações com pessoas ligadas diretamente aos réus do processo e o porquê da finalidade, seria uma provocação a Magistrado, que segundo a defesa está cumprindo com excelência os ritos processuais, dentro do Direito e resguardando a seriedade da ação.

Não há ainda nenhuma “decisão” por parte da Juíza Eleitoral da cidade de Águas Lindas de Goiás a Exma. Sra. Flávia Cristina Zuza, que até o presente momento da matéria não havia publicado decisão alguma.

De acordo com os advogados Paulo Bezerra da Silva, Larissa Rezende Biachi, Luiz Maximiliano Leal Telesca Mota, Ricardo Horta de Alvarenga, Willian Albuquerque de Sousa Farias, eles repudiam todas as matérias FAKE NEWS, com intuito exclusivo de causar qualquer dano ao processo legal e que não vão se pronunciar antes da sentença de mérito.

Há indícios de que seja uma estratégia da defesa, para tentar atrapalhar o andamento do processo, causando algum tipo de desgaste com a magistrada, que seu curriculum é impecável na defesa do Direito.

Segundo os representantes dos autores do processo, eles querem que a juíza da 28ª Zona Eleitoral, tenha tranquilidade para julgar com sobriedade o mérito da questão.
A informação é de que a juíza aguarda a conclusão do inquérito de ato de apreensão em flagrante nº 008/2020, que ainda não foi juntado ao processo em andamento autorizado pelo então juiz eleitoral Luiz Flávio Cunha Navarro, que determinou a Polícia Federal um prazo de 90 dias para conclusão do inquérito.

De fato há já comprovações da ilicitude cometida e já periciada pela Polícia Federal, que indicam a validade da ação e que já foi solicitada pelo MPE-GO (Ministério Público Eleitoral), sobre a compra de votos durante as eleições de 2020 para o cargo de prefeito.
Mais uma vez os advogados reiteram que, são completamente contra a essas divulgações falsas sobre a ação feita pelos candidatos Wilson do Túlio e Sargento Godoi.

Portanto a matéria em questão é uma FAKE NEWS!

Alê Moraes

Editor Chefe
Jornalista, Editor, Programador, Apresentador, Repórter. O compromisso com a verdade e a narrativa real dos fatos mediante apuração, fazem da profissão uma dura realidade do cotidiano.
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

PUBLICIDADE

ÚLTIMA POSTAGEM