Fale Conosco: (61) 9.9592-3632 (WA)

PAZZUELO NA MIRA DA CPI DA COVID-19 NO SENADO FEDERAL

Getty Images
Getty Images
Publicidade

Brasília-DF. Os membros que formam a comissão da CPI da Covid, já estão trabalhando para que sejam convocados na primeira levada, para dar explicações sobre a inércia do Governo Bolsonaro em relação ao combate a pandemia três ministros. São eles os ex-ministros Eduardo Pazuello (Ministério da Saúde), Ernesto Araújo que era chefe da pasta de Relações Exteriores e Fernando Azevedo, que comandou o Ministério da Defesa.
Os Senadores vão pedir informações ao Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União, para confrontarem com as ações de cada um dos envolvidos no combate a pandemia pelo Governo Federal.
Está prevista a primeira reunião da comissão para quinta-feira (22), onde pretendem começar a mapear as ações do Executivo, dentre as primeiras ações está no rastreamento das aquisições para tratamento precoce, como a compra de milhões de comprimidos de Hidroxicloroquina produzida pelo Laboratório do Exército, para um medicamento sem eficácia comprovada.
Várias etapas serão realizadas durante o início da investigação. Serão ouvidas pessoas da sociedade civil, médicos, gestores de planos de saúde, associações de profissionais de saúde, para averiguarem quais locais e regiões adotaram uso dessa medicação sem comprovação científica.
Outra frente quer saber, porque o Governo não quis ou não teve interesse na aquisição das 70 milhões de doses da vacina produzida pela Pfizer em agosto de 2020.
A tropa de choque de Bolsonaro no Senado já se articula, para tentar impedir que, a CPI atinja o Palácio do Planalto, numa tentativa de amenizar a falta de ações do Executivo, quando o Brasil ultrapassa a barreira dos 273 mil mortos para covid-19.
“A CPI é um instrumento importante para cobrar que o governo cumpra com a sua responsabilidade. Queremos saber o que está sendo feito para garantir a ampliação da vacinação, para assegurar medicamentos necessários para intubação de pacientes, para aumentar o número de leitos hospitalares e para promover o isolamento social”, diz Humberto Costa (PT-PE).

Há indícios de que haja superfaturamento na compra de máscaras do tipo cirúrgica com variação de 116% no preço de mercado, sendo que um dos principais erros, foi que a máscara comprada deveria ser do modelo N95 e o que foi adquirido foram a do modelo KN95 com custo superfaturado de 783% a mais.
A CPI começa depois de sete dias em que o Ministro Luís Roberto Barroso do STF 9 Supremo Tribunal Federal), enviou ao presidente do Senado Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que fosse instalada a CPI da Covid em 8 de abril. A princípio houve recusa, mas seis dias depois de receber, foi montado a comissão.
Não é a primeira vez em que o STF manda instaurar uma CPI no Senado, para apurar irregularidades no Governo Federal, como por exemplo mandou instaurar a CPI do apagão aéreo em 2007 e em 2014 o da Petrobras.
Pazuello é a principal chave para abertura dos trabalhos, pois terá que explicar a compra dos medicamentos e da falta de oxigênio em Manaus durante a crise, que matou centenas de pessoas em só dia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

PUBLICIDADE

ÚLTIMA POSTAGEM